Tribunal trabalha nas resoluções das Eleições Municipais de 2020

Tribunal trabalha nas resoluções das Eleições Municipais de 2020

Tribunal trabalha nas resoluções das Eleições Municipais de 2020

Tribunal trabalha nas resoluções das Eleições Municipais de 2020

TSE publicará portaria com a definição dos Grupos de Trabalho que realizarão os estudos sobre as normas

Tribunal trabalha nas resoluções das Eleições Municipais de 2020 – Em todo ano não eleitoral, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tem a missão de elaborar as resoluções que regerão o próximo pleito. Para as Eleições Municipais de 2020, o ministro Luís Roberto Barroso foi designado para coordenar os estudos sobre as normas, que servirão de baliza aos candidatos, partidos políticos e eleitores.

Serão criados Grupos de Trabalho (GTs), cujas composições ainda serão definidas, por meio de portaria, pela Presidência do TSE. Compete a esses grupos, compostos por assessores do Tribunal e servidores da Corte e dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), a realização de estudos voltados à definição de requisitos e procedimentos relativos às eleições. O cronograma de atividades dos GTs deve ser divulgado em breve.

Depois de encerradas as reuniões, os GTs e as demais unidades envolvidas se dedicarão a compilar e a consolidar os textos de cada minuta, para serem publicados e levados à discussão da sociedade em audiências públicas.

Realizadas as audiências públicas, o relator das instruções, as unidades técnicas e os GTs analisarão as contribuições apresentadas, acatando ou não as propostas, para concluir os textos das minutas. Por fim, o relator submeterá as minutas de instruções ao Plenário do TSE para apreciação.

Pela legislação, o TSE tem até 5 de março do ano das eleições para expedir todas as instruções sobre o pleito. Essa regra consta do artigo 105 da Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997).

Sistematização da legislação eleitoral

No contexto de estudos das normas eleitorais, outro trabalho tem sido realizado no âmbito da Justiça Eleitoral. Em fevereiro deste ano, foi criado o GT para Sistematização das Normas Eleitorais, que está sob a coordenação do ministro Edson Fachin, com a finalidade de analisar os dispositivos do Código Eleitoral e propor uma apresentação textual de modo a facilitar a compreensão, sem se sobrepor às instruções ou promover alterações legislativas.

A finalidade do grupo é colher contribuições de juristas, da comunidade acadêmica e de demais interessados para, ao final, elaborar relatório com minuta de sistematização das normas vigentes. Em maio, o TSE realizou, em Brasília, a edição nacional do evento Diálogos para a Construção da Sistematização das Normas Eleitorais e recebeu contribuições da comunidade acadêmica e de estudiosos interessados na temática. Como parte do projeto, também foram realizadas edições do encontro no Rio de Janeiro (RJ), em São Paulo (SP) e em Curitiba (PR).

As sugestões foram recepcionadas até o dia 12 de julho. O próximo passo será a análise de todas as contribuições recebidas e a formulação do relatório final dos trabalhos.

fonte: www.i9treinamentos.com

Share This:

uvbbrasil


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Themetf