Legislativo de Iraí-RS cria a Procuradoria da Mulher

Legislativo  de Iraí-RS cria a Procuradoria da Mulher

Legislativo  de Iraí-RS cria a Procuradoria da Mulher

Legislativo de Iraí-RS cria a Procuradoria da Mulher

Entre os projetos debatidos na última sessão ordinária, destaque para o Projeto de Resolução Nº 001/2020 que cria no município a Procuradoria da Mulher da Câmara de Vereadores, projeto este de autoria do presidente da Câmara, Gilson Conzatti, e aprovado por unanimidade.

A Procuradoria será constituída de uma procuradora especial, que será uma vereadora, ou na ausência, por uma assessora, designada pelo presidente da Câmara no início do ano legislativo. Ainda de acordo com o projeto, as procuradoras terão de executar um extenso programa, como zelar pela participação mais efetiva das vereadoras nos órgãos e atividades da Casa. E também fiscalizar e acompanhar a execução de programas do governo federal que visem a promoção da igualdade de gênero, campanhas educativas e antidiscriminatórias em âmbito nacional, regional e municipal, cooperar com organismos municipais, estaduais, nacionais e internacionais na implementação de políticas para as mulheres. E ainda promover pesquisas sobre violência e discriminação contra a mulher.

O presidente da Câmara de Vereadores, Gilson Conzatti, salientou que é um dever fortalecer as políticas públicas e o tema “Mulher” e que deve ser destacado na Casa. “No ano de 2012 criamos a Sessão em Homenagem ao Dia Internacional da Mulher, onde cada vereador (a) indica uma representante da comunidade para esta Casa homenagear, e neste ano queremos ir além, ou seja, vamos buscar uma maior aproximação da Câmara com as mulheres e das mulheres com a política”, destacou Conzatti.

Em Iraí, pela primeira vez na história dos seus 85 anos de legislativo, duas mulheres foram eleitas em 2016, ao longo dos anos o município teve apenas cinco vereadoras. Apesar disso, Iraí tem uma história linda, pois em 1935, nas primeiras eleições para o legislativo no Brasil, foi eleita em Iraí, Teresa Elisa Loock, uma das dez primeiras vereadoras na história do país. Segundo Conzatti o parlamento iraiense tem a obrigação de fazer um resgate desta história, que inclusive, não foi localizada nenhuma fotografia de Teresa que fez parte da história da participação feminina na política brasileira. “A criação de uma Procuradoria da Mulher no município é mais um ato de bravura deste legislativo e desta legislatura e aproveito para solicitar se alguém tiver alguma imagem dela, ou conhecer seus familiares entrar em contato com nossos assessores na Câmara”, frisou Gilson.

Em âmbito nacional, na condição de presidente da União dos Vereadores do Brasil (UVB), Gilson Conzatti, criou o Fórum Nacional da Mulher Parlamentar, formado por vereadoras e assessoras para discutir a questão da mulher na política, uma vez que nas Câmaras municipais a participação feminina é um pouco mais de 13%, e as mulheres são mais de 52% da população e do eleitorado.

A procuradoria busca primordialmente garantir maior visibilidade e destaque às mulheres na política e na Câmara de Vereadores de Iraí.

 fonte:www.facebook.camaramunicipaldeirai.rs

Share This:

uvbbrasil


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Themetf