CGU lança emissão eletrônica de certidões negativas correcionais

CGU lança emissão eletrônica de certidões negativas correcionais

CGU lança emissão eletrônica de certidões negativas correcionais

CGU lança emissão eletrônica de certidões negativas correcionais

Serviço, que antes só podia ser prestado de forma presencial, com tempo estimado entre 2 e 7 dias úteis, passa a ser realizado com poucos cliques, bastando informar o CPF ou CNPJ

 A emissão de certidões negativas correcionais da Controladoria-Geral da União (CGU) já pode ser requerida por meio do Sistema Eletrônico de Certidões da CGU, disponível pelo endereço https://certidoes.cgu.gov.br/. Com a nova ferramenta, visa-se reduzir a burocracia nas atividades da Administração Pública federal e oferecer comodidade, rapidez e segurança aos usuários, bem como permitir maior controle social por intermédio de consultas públicas.

Por meio do sistema, é possível emitir dois tipos de certidões correcionais: a Certidão Negativa CGU-PAD, com dados de servidores e empregados públicos federais do Poder Executivo federal, e a Certidão Negativa CGU-PJ, CEIS, CNEP e CEPIM, com dados de entes privados. As consultas têm por base os sistemas correcionais mantidos pela CGU e verificam a ausência de penalidades disciplinares e/ou sanções vigentes em nome do solicitante, resguardadas eventuais informações protegidas por sigilos legais ou sujeitas a restrições de acesso.

A certidão negativa de pessoa física considera, em sua consulta, os dados constantes do sistema CGU-PAD (Sistema de Gestão de Processos Disciplinares). Já a certidão negativa de entes privados contempla as bases de dados dos seguintes cadastros: CGU-PJ (Sistema de Gestão de Processos Administrativos de Responsabilização de Entes Privados), CEIS (Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas e Suspensas), CNEP (Cadastro Nacional de Empresas Punidas) e CEPIM (Cadastro de Entidades Privadas sem Fins Lucrativos Impedidas).

O serviço, que antes só podia ser prestado de forma presencial, com tempo estimado entre dois a sete dias úteis para ser concluído, passa a ser realizado com poucos cliques, bastando informar o CPF ou CNPJ. O sistema possui mecanismo de validação dos documentos emitidos, que poderão ser visualizados e impressos em formato PDF. A validade do documento será de 30 dias corridos.

Ressalta-se que, caso a certidão correcional não esteja disponível, o interessado deverá entrar em contato diretamente com o(s) órgão(s) cadastrador(es) das informações solicitadas. Para mais informações, consulte o Portal de Serviços da CGU.

fonte:httpsi9treinamentos.com/blog/

Share This:

uvbbrasil


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Themetf